Área Verde recebe proteção com tela contra crimes ambientais

3-300x200

Uma parceria entre a Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) e a Construtora R. Pontes pôs fim a um problema que se arrastava há anos. Em troca do pagamento de taxas de licenciamento ambientais, a construtora instalou mureta e grades na área de proteção permanente que fica às margens da Avenida Nelson Marinho Araújo, na Gruta de Lourdes. A área era motivo de reclamações constantes dos moradores e vinha sendo degradada aos poucos com a colocação de entulho e lixo.

Uma tela de proteção com 224 metros, tubos galvanizados, mureta de alvenaria e avisos de preservação do meio ambiente foram utilizadas para cercar toda a área aberta. De acordo com David Maia, secretário municipal de Proteção ao Meio Ambiente, a colocação de telas em locais de preservação fazem parte de um programa de recuperação de áreas degradas desenvolvido pela Sempma.

“Estávamos estudando e projetando como faríamos a colocação de uma tela que não tirasse tanto a característica da área verde. A medida é necessária para evitar a colocação de entulhos, lixos e até caça ilegal em áreas ambientais”. Destacou Maia.

2-300x200

Placas informativas do Código Municipal de Proteção ao Meio Ambiente estão sendo confeccionadas para serem colocadas no local como forma de alerta sobre as penalidades legais a quem pretende infringir a Lei 4.548/96, Art 141 que dispõe: é proibido a colocação de entulhos ou lixo de qualquer natureza em terrenos baldios ou em áreas de preservação ambiental. A próxima área de preservação que receberá o mesmo padrão de alambrado, será no Conjunto José Tenório, alvo de queixas da população local pelos mesmos problemas.

Ascom/Sempma